Quarta, 17 de Agosto de 2022
25°

Nuvens esparsas

João Pessoa - PB

Internacional Neutro

Embaixada do Brasil na Ucrânia recebe e-mail com ameaça a funcionários

Posição de Bolsonaro pode custar a vida dos funcionários da embaixada brasileira em Kiev

02/08/2022 às 16h03 Atualizada em 02/08/2022 às 19h28
Por: ImpactoPB
Compartilhe:
Embaixada do Brasil na Ucrânia recebe e-mail com ameaça a funcionários

O Itamaraty está preocupado e às voltas com uma mensagem, um email, enviado à embaixada brasileira em Kiev, na UcrâniaO texto, em português, tem quatro linhas e faz ameaça a funcionários da embaixada em função da posição do governo de Jair Bolsonaro no conflito, que entende, o remetente, ser “anti-ucraniana”.

O email ataca a decisão dos países do Mercosul em vetar a participação do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, no encontro de líderes desse bloco da América do Sul, que ocorreu em 21 de julho.

Não houve consenso entre Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. A mensagem classifica essa decisão do Mercosul de “vergonhosa” e atribui ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, com sua “posição anti-ucraniana”, o veto a Zelensky.

E ameaça: “Todos os funcionários da embaixada brasileira (na Ucrânia) são incluídos nas listas de alvos de remoção física. Vocês devem abandonar o território da Ucrânia enquanto estiverem vivos e poderem fazê-lo sem ajuda externa” – diz o texto, que encerra de forma dura: “Saia da Ucrânia, narcomáfica sulamericana”.

Em entrevista à TV Globo, exibida na semana passada, Zelensky criticou o governo Bolsonaro por sua neutralidade na guerra. “Não acho que uma pessoa pode ser neutra quando há uma guerra no mundo” – disse o presidente ucraniano à emissora. “Se alguém capturar sua terra, matar seu povo, estuprar suas mulheres, torturar suas crianças, como posso dizer que sou neutro?” completou Zelensky.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias