Quinta, 18 de Julho de 2024
24°

Tempo nublado

João Pessoa, PB

Polícia Polícia

Polícia prende suspeito de de decapitar e matar jovens, em Bayeux

Corpos de jovens foram encontrados decapitados e enterrados em cova rasa; suspeito faz parte de organização criminosa.

10/07/2024 às 09h25
Por: ImpactoPB
Compartilhe:
Polícia prende suspeito de de decapitar e matar jovens, em Bayeux

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira (9) no bairro do Rio do Meio, em Bayeux, suspeito de envolvimento nas mortes brutais de Renan Douglas da Silva Xavier, de 16 anos, e Wendes de Caldas Silva, de 24 anos. Os jovens, desaparecidos desde o último dia 4 de julho, foram encontrados decapitados, com as mãos amarradas e enterrados em uma cova rasa na manhã do mesmo dia.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito, Mateus da Silva Vasconcelos, conhecido como “De Menor”, havia sido recentemente liberado do sistema penitenciário e já estava sob investigação por diversos crimes violentos. Mateus também é apontado como membro de uma organização criminosa do Rio de Janeiro, envolvida no tráfico de drogas e homicídios.

Mateus da Silva Vasconcelos, suspeito de envolvimento na morte de jovens desaparecidos (Foto: TV Correio)

Durante a prisão, Mateus resistiu à abordagem policial e foi necessário o uso de força proporcional para contê-lo. Com ele, foram apreendidos vários pinos de cocaína e dois sacos maiores da mesma substância, que ainda seriam fracionados para venda.

Segundo o delegado Diego Garcia, responsável pelo caso, as vítimas foram mortas por serem de uma região dominada por uma facção criminosa rival. “O fato é que um jovem proveniente de outro bairro corre riscos ao adentrar em uma localidade controlada por facções rivais”, afirmou.

Os corpos dos jovens foram encontrados em uma área de mata no Rio do Meio, em Bayeux, após buscas conduzidas pela polícia e pelo Corpo de Bombeiros. A cadela farejadora Thalia foi crucial na localização dos corpos, que apresentavam marcas de perfurações de tiro e sinais de decapitação.

A polícia segue em diligências para localizar outros suspeitos que possam estar envolvidos no crime.

Fonte: wscom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias