Domingo, 14 de Julho de 2024
24°

Tempo nublado

João Pessoa, PB

Política Política

Eleições em Bayeux: Justiça nega liminar e mantém inelegibilidade de Sara Cabral

Com a decisão, a justiça mantém a inelegibilidade e Sara Cabral está fora das eleições municipais deste ano.

11/07/2024 às 09h41
Por: ImpactoPB
Compartilhe:
Eleições em Bayeux: Justiça nega liminar e mantém inelegibilidade de Sara Cabral

O desembargador Roberto Wanderley do Tribunal Regional Federal da 5.ª Região (TRF-5) rejeitou a tese processual da defesa da ex-prefeita de Bayeux, Sara Cabral (MDB), negou o pedido de liminar e manteve a inelegibilidade da ex-prefeita. A decisão foi proferida nessa terça-feira (9).

A defesa da pré-candidata buscava modificar a data do trânsito em julgado da condenação que suspendeu seus direitos políticos, alegando que a condenação transitou em julgado em 26 de março de 2018, e não em 27 de setembro de 2019, como registrado inicialmente. Segundo a defesa de Sara, a interpretação da coisa julgada parcial deveria ser aplicada, o que beneficiaria a pré-candidata na contagem do prazo de inelegibilidade.

“A perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos só se efetivam com o trânsito em julgado. As sanções previstas neste artigo somente poderão ser executadas após o trânsito em julgado da sentença condenatória”, diz trecho da sentença.

 

Com a decisão, a justiça mantém a inelegibilidade e Sara Cabral está fora das eleições municipais deste ano.

Sara Cabral foi condenada em Ação de Improbidade por liberar verbas públicas sem a observar as normas pertinentes durante sua gestão em Bayeux no ano de 2004.

Inicialmente, ela havia sido condenada a 3 anos de inelegibilidade, mas o TRF da 5ª Região ampliou a pena para 6 anos, dando provimento ao recurso de apelação impetrado pelo Ministério Público Federal (MPF).

Portal Paraíba

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias