Quinta, 18 de Julho de 2024
24°

Tempo nublado

João Pessoa, PB

Entretenimento MMA

Agente diz que Cara de Sapato (BBB-23) só ficou com metade de prêmio milionário de luta e conta o que ele fez com o dinheiro

Em entrevista ao site, Luciano Oliveira, manager do lutador, explica que premiações tão altas não são recorrentes.

03/02/2023 às 08h23 Atualizada em 03/02/2023 às 08h41
Por: Impacto PB Fonte: O Globo
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A carreira de Antônio Cara de Sapato deu o que falar após o público descobrir que ele ganhou cerca de um milhão de dólares numa única luta antes de entrar no "BBB" 23. Isso equivaleria a três prêmios do reality. Em entrevista ao site, Luciano Oliveira, manager do lutador, explica que premiações tão altas não são recorrentes:

— Não é comum. Antes ele era contratado pelo UFC (Ultimate Fighting Championship). O valor da premiação era muito inferior. Só ganharia um bom dinheiro se tivesse disputado o cinturão. Quando saiu do UFC, ingressou no PLF (Professional Fighters League), que tem outra dinâmica e o alto valor em premiação. Felizmente, em 2021, foi campeão mundial na categoria meio pesado e levou o prêmio de um milhão de dólares.

Luciano também esclarece que boa parte do valor, na verdade, não foi para o bolso de Sapato.

— A verdade do valor da premiação é que são descontados os impostos (USA +- 30%), além do pagamento de todo "camp", que engloba academia, equipe e honorários dos empresários. Ou seja, o valor que fica para o vencedor é reduzido para no máximo 50% do total.

O agente lembra de outras lutas com boa premiação que Sapato disputou, como o combate contra Vitor Miranda na categoria peso-pesado do TUF Brasil. O participante do "BBB" 23 venceu e levou R$ 400 mil. Luciano também conta o que ele fez com o dinheiro:

— O Sapato é uma pessoa que sempre está com os pés no chão e realmente não é de esbanjar. Prova disso é a consciência dele ao pensar no futuro. Isso é muito importante, pois é um esporte de altos e baixos. As lesões são muito comuns e acabam afastando o atleta da ativa até o tempo total de recuperação. Ter essa visão lá da frente é essencial. A maior parte do dinheiro que ele ganhou nesses anos de luta deixou aplicada. Outra parte usou para dar entrada em imóveis.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias