Sábado, 21 de Maio de 2022
29°

Poucas nuvens

João Pessoa - PB

Internacional Porta-malas

Mãe que levou filho em porta-malas alega que não queria se contaminar com Covid

A mulher alegou que estava com medo de também ficar doente, por isso tomou a medida.

10/01/2022 às 17h48
Por: Impacto PB Fonte: https://primeirasnoticias.com.br
Compartilhe:
Mãe colocou filho com covid-19 no porta-malas de carro para evitar contágio (Foto: Reprodução)
Mãe colocou filho com covid-19 no porta-malas de carro para evitar contágio (Foto: Reprodução)

A mãe Sarah Beam, da cidade de Houston, no Texas (EUA), está sendo acusada de transportar seu filho de 13 anos, que testou positivo para covid-19,  no porta-malas do seu carro. A mulher alegou que estava com medo de também ficar doente, por isso tomou a medida. O flagra aconteceu no dia 3 de janeiro.

De acordo com um relatório policial obtido pela emissora de TV local KHOU 11, Sarah levou seu filho (que já havia testado positivo para o vírus) a um local que aplicava testes de covid-19 em sistema drive-thru, para que a criança fizesse testes adicionais para confirmar o resultado positivo para SARS-CoV-2. 

Um funcionário do local, que estava coletando dados das pessoas na fila, relatou à polícia que a mãe disse que o menino estava no porta-malas porque ela não queria se expor ao vírus. O funcionário pediu para a mulher abrir o porta-malas do carro e, assim, ele pode confirmar que a criança de fato estava lá. Uma denúncia foi feita para a polícia e o caso está sendo investigado. 

Em entrevista à emissora, o sargento Richard Standifer, do Departamento de Segurança Pública do Texas, afirmou que ficou surpreso ao saber do acontecido. “Nunca ouvi falar de ninguém sendo colocado em um porta-malas porque testou positivo para alguma coisa”, declarou.

Felizmente, o menino não se machucou. No entanto, o sargento alertou que a criança poderia ter ficado gravemente ferido em caso de acidente, já que ela não estava utilizando cinto de segurança. “No caso de o veículo bater, não há como assegurar a proteção de uma pessoa que está no porta-malas", explicou. Ainda segundo a emissora KHOU 11, a mãe, que trabalha como professora em uma escola pública da região, foi colocada em licença administrativa até que as investigações sejam concluídas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias