Sábado, 21 de Maio de 2022
29°

Poucas nuvens

João Pessoa - PB

Brasil Imunização

STF pede para MP acionar a justiça contra pais que não vacinam

19/01/2022

19/01/2022 às 23h16
Por: Impacto PB Fonte: Mais PB
Compartilhe:
Foto Google
Foto Google

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, oficiou nesta quarta-feira (19) os chefes dos Ministérios Públicos dos estados e do DF para que fiscalizem se estão ​sendo cumprido​s os dispositivos da Constituição Federal e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) na vacinação de menores de 18 anos contra a covid-19.

Com a decisão, o Ministério Público agora terá que acompanhar e acionar a justiça contra pais que não vacinam seus filhos. A medida atende a um pedido da Rede Sustentabilidade, que ingressou com a ação.

No pedido, a Rede argumenta que o ato do Ministério da Saúde que recomenda “de forma não obrigatória” a vacinação de crianças. O ato, portanto, contraria o artigo 14 do ECA, que considera obrigatória a imunização nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias. Na visão do partida, a medida também fere diretamente os preceitos fundamentais da Constituição Federal que protege as crianças, “inclusive, da conduta irresponsável de seus ‘responsáveis’, quando optam por não vaciná-los”.

A decisão de Lewandowski leva em conta o artigo 201 do ECA, que diz que cabe ao Ministério Público zelar pelos direitos e garantias legais assegurados às crianças e aos adolescentes. Portanto, o MP deve acionar a Justiça visando à aplicação de penalidade por infrações cometidas contra as normas de proteção à infância e à juventude.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias